Início DESTAQUE ÚLTIMA APRESENTAÇÃO DA VIA SACRA UNAÍ 2018 “Crucificação de Jesus Cristo”

ÚLTIMA APRESENTAÇÃO DA VIA SACRA UNAÍ 2018 “Crucificação de Jesus Cristo”

352
0
COMPARTILHAR

Este ano a Via  Sacra contou com dois atores fazendo o personagem principal, Jesus,  um dele  foi Alex, do grupo teatral Kirius e para ele a cada ano que passam eles vem tentando melhorar cada vez  mais as apresentações  e esse ano eles contaram com a ajuda de outros grupo teatrais, bem como com alguns grupos de artes marciais. Alex também comentou sobre a importância do evento para a população: “Muitas pessoas nunca foram à igreja, então essa apresentação é única oportunidade que eles têm para ouvirem  a palavra de Deus”.

Para a secretária de cultura municipal Luciana Navarro, a Via Sacra  é um espetáculo que está crescendo cada vez mais  e que a cada ano pode melhorar. A senhora secretária também ressaltou o empenho da secretária no incentivo do crescimento de eventos culturais na cidade: “Desde que eu assumi a Secretaria de Cultura , minha equipe tem se empenhado bastante para dar apoio a todos o eventos do calendário oficial e alguns outros mais, espero que a população esteja vendo a diferença que essa gestão está fazendo”.

Nazareno, diretor do espetáculo comentou sobre a dificuldade que é realizar o espetáculo todos os anos: “Esse ano não foi diferente dos demais, e foi uma correria total para que o espetáculo acontecesse”. Ele ainda falou sobre o fato de ter dois atores fazendo o personagem de Jesus: “Para que um ator não ficasse sobrecarregado nós decidimos dividir as falas”.

O prefeito municipal, José Gomes Branquinho,  elogiou as apresentações da Via Sacra desse ano e de maneira positiva destacou que ainda existem algumas coisas para serem melhoradas para o ano que vem: “Existem questões que podem ser melhoradas como o som, o conforto do público já que eles ficaram de pé e talvez encurtar um pouco, pois ficou muito longo”.

Rogerio Luiz, que também interpretou Jesus, comentou sobre as dificuldades de trabalhar em palcos externos. “Esse é um palco em formato de “L” que  se aproxima muito do palco italiano e temos que levar em conta também a questão da acústica, por ser em um local externo e o público ser muito grande, porém a experiência foi muito boa”.  Ele também comentou um pouco sobre como foi para ele representar Jesus. “Eu nunca havia representado Jesus Cristo e para mim como ator foi muito gratificante  e também um enorme aprendizado, pois Jesus foi um homem que passou por varias coisas e mesmo assim conseguiu superar e ensinar lições ao povo que o seguia e dividir esse personagem com o Alex foi muito bom, pois aprendi varias coisas com ele”.