Início SAÚDE POLÊMICA NA SAÚDE UNAÍENSE

POLÊMICA NA SAÚDE UNAÍENSE

552
0
COMPARTILHAR

Na segunda-feira dia 06 de agosto de 2018, os vereadores de Unaí voltaram aos trabalhos, e dentre os vários assuntos debatidos a saúde foi destaque nessa primeira reunião, visto que o senhor Vicente, Presidente do Conselho Municipal de Saúde de Unaí estava presente e fez o uso da Tribuna. Nossa reportagem, que estava presente no local destacou a fala de alguns vereadores, pedindo explicações sobre a terceirização da saúde no município.

O vereador Paulo Arara, em uso da palavra contradisse a informação do presidente do Conselho Municipal de Saúde de Unaí com as seguintes palavras: “Vicente, existe uma grande mentira nesse assunto da saúde, pois não tem fiscalização em nada. Eu passei 27 dias dentro daquele hospital e vi que chegam médicos de Goiânia, médicos de Brasília e vários outros lugares para tapar buracos, mas aí eles vão embora e quem paga o pato são os coitados dos médicos daqui que “pagam o pato”. Outro ponto levantado pelo vereador foi a sobrecarga de serviço que as técnicas em enfermagem estão tendo, segundo ele existem pacientes lá que ficam dois ou três dias sem acompanhamento médico.

O Vereador Eugênio, destacou o fato dos vereadores terem destinado mais de 1 milhão de reais em verba para a saúde, para que a cidade pudesse adquirir uma UTI móvel, porém o dinheiro foi usado para outro fim, destaca o parlamentar: “Por entendimento do conselho e de algumas outras pessoas da saúde, que no meu modo de pensar foi um erro gravíssimo que vocês cometeram ao trocar uma UTI Móvel zero KM em troca de quatro ambulâncias que a prefeitura poderia muito bem adquirir com a verba destinada a saúde”.

Já o Vereador Ilton Campos, levantou questões sobre qual seria o posicionamento do Conselho a respeito da terceirização da saúde no município, ele também levantou questões sobre como se o funcionamento dessa gestão por terceirização: “A Empresa RCS foi terceirizada para cuidar de toda a saúde? Por que se o município não tem dinheiro, como é que ela contratou mais 27 servidores”?

Após a fala na Tribuna o Presidente do conselho, esclareceu alguns pontos citados para nossa reportagem confira na integra a entrevista.   

Vicente – Presidente do conselho municipal de saúde de Unaí. Quando questionado se o conselho municipal estava tendo ciência sobre as denuncias que o Portal Iluminar Recebeu a certa da empresa que faz a gestão terceirizada do Hospital Municipal ele respondeu:

Vicente – “O conselho fica ciente da denuncia sim, porém muitas vezes a gente somente ver essa denuncia através de rede social, só que para essa denuncia ter validade para o conselho, ela precisa ser denunciante e escrita com nome e tudo certinho. Pode levar a denuncia, se a pessoa for mal atendida por esse ou aquele e nós precisamos saber por quem o cidadão foi mal atendido para que o conselho possa apurar isso”.

O Portal Iluminar ainda recebeu denúncias de que a empresa contratada estaria fazendo um programa de cirurgias seletivas na área de ortopedia. Sobre essa questão o conselheiro respondeu: “A empresa deu prioridade para os médicos aqui da nossa cidade, só que faltando cerca de três ou quatro dias para finalizar o prazo para eles iniciarem o trabalho a classe médica nossa que eram contratadas eles não aceitaram, falaram que não iam aceitar e não iam trabalhar para a empresa, então a empresa teve que correr atrás, e quando você recebe uma notícia dessas de última hora para fazer o deslocamento de outros médicos aqui para Unaí, inclusive já tem alguns médicos de Brasília que estão atendendo aqui, médicos de Paracatu que estão atendendo aqui”.

A reportagem do Portal Iluminar ainda questionou se de acordo com a fiscalização do conselho, a empresa está de fato cumprindo com o que foi firmado no contrato? “Ainda não está cumprindo totalmente o que foi acordado, mas eles estão trabalhando para sanar completamente os problemas é lógico que toda adequação, ela leva um tempo para surti efeito, ainda existem especialidades que ainda não estão fazendo, pois o médico daqui não aceitou e eles tiveram que trazer de fora. Provavelmente terá até um mutirão de cirurgias para vê se consegue solucionar esse problema”.

Ele ainda ressaltou que própria empresa está trazendo para a cidade aparelho que antes não tinham aqui, a fim de montar um centro cirúrgico que atenda a população de maneira satisfatória. Outra questão levantada durante a entrevista foi à necessidade de uma UTI na cidade e a cerca disso Vicente respondeu que a cidade já possui ma UTI que segundo ele “está em uso” e inclusive foram comprados alguns aparelhos novos para a UTI, houve então uma troca de uma UTI para as Ambulâncias que são uma demanda maior para o município.

Entramos em contato com a empresa citada acima mais até o fechamento da reportagem ela não se manifestou.