Justiça mineira expediu 22 mandados de prisão e outros 44 de busca e apreensão.

Com a chegada dos fiscais, suspeito descartou notebook na piscina

Os unaienses acordaram nesta terça feira, 27 de novembro de 2018, com uma grande manifestação nas ruas e no céu da cidade. Viaturas policiais e de veículos da Administração Fazendária e Receita Federal, helicóptero da policia Civil de Minas sobrevoou nossa cidade atrás daqueles que tinham vidas luxuosas através de sonegação de impostos. Foram sonegados na ordem de 1 bilhão e meio em empresas de cereais e contadores com apreensão de bens e prisões de envolvidos.

Para desmantelar a organização, a Justiça mineira expediu 22 mandados de prisão e outros 44 de busca e apreensão, que estão sendo cumpridos pela força-tarefa formada pela Receita Estadual de Minas, Ministério Público Estadual, Polícias Civil e Militar, em conjunto com a Receita Federal. No total, 295 servidores, policiais e promotores estão cumprindo as ordens judiciais nas cidades mineiras de Unaí, Paracatu, Guarda-Mor, Belo Horizonte e Contagem, além de Formosa (GO) e São Paulo (SP).

As Receitas Estadual e Federal identificaram a existência de um grupo criminoso que incluía produtores rurais, contadores, operadores de empresas de fachada e empresários beneficiados pelo esquema ilícito que movimentou montantes milionários em notas fiscais “frias”.

Por causa dos valores sonegados ao Estado, O Ministério Público pediu o seqüestro de bens dos investigados, além da quebra dos sigilos bancário e fiscal das pessoas físicas e jurídicas envolvidas.

Arte: Hoje em Dia
Fotos: Jornal Tribuna.
Fotos: Jornal Tribuna.

 Fotos: Jornal Tribuna.