É MELHOR INVESTIR EM DIVULGAÇÃO OU EM EDUCAÇÃO?

Nos últimos dias as redes sociais foram usadas para um verdadeiro debate sobre o fim do contrato entre a Universidade Unimontes e a Prefeitura de Unaí, firmado no ano de 2002, veio através de uma nota emitida pela Secretaria Municipal de Educação explicando que o ensino superior não é uma obrigação da Prefeitura. “A Prefeitura de Unaí agora se vê obrigada a uma decisão difícil, escolher entre gastar com ensino superior – que não é sua obrigação – ou atender a demanda por vagas nas creches”, diz a nota. E isso caiu como uma bomba para os jovens acadêmicos da instituição.

Fazendo uma analise de documentação retirada do site da prefeitura municipal, observamos que o investimento durante os 12 meses do ano de 2018, foi um montante de R$218.703,99 reais em fomento ao ensino técnico e superior em média. Se dividirmos esse valor durante o ano a Prefeitura investiu média de R$18 mil reais por mês na educação técnica e superior. E observando outra ficha do poder executivo que refere a divulgação de seus atos durante o mesmo período, o gasto foi de R$317.971,33 reais em divulgação. Dividindo esse valor em durante os 12 meses chegamos a um valor mensal em média de R$26,500,00 mensal. Aqui deixamos uma pergunta para os nossos leitores. É melhor investir em divulgação ou em Educação?  

Nesta última segunda feira (18/2/2018) na quarta reunião ordinária ocorrida na Câmara Municipal de Unaí, a acadêmica Thaís Lara, que cursa o primeiro período do curso de Letras (Inglês), utilizou da tribuna da casa de lei para representa os acadêmicos da instituição Unimontes: “Hoje, fazemos uso desta Tribuna, para dar voz aos que, diretamente, são afetados com tal medida, quais sejam: os universitários de Unaí e região. É inquestionável a atual crise econômica que se instalou em todas as esferas de governo deste país, mas devemos nos perguntar: PORQUE CORTE DE GASTOS NA EDUCAÇÃO?” Deixa a pergunta para aos parlamentares refletir.  

Em seu discurso a acadêmica também fez questão de lembrar para os parlamentares e para os presentes sobre o Plano Municipal Decenal de Educação – PMDE, aprovado como LEI MUNICIPAL, Nº 2.983 de 2015, com vigência por 10 (dez) anos, a contar da sua publicação, portanto, vigente até 2025. É um documento que contem diretrizes, metas e objetivos que orientarão o desenvolvimento educacional do Município de Unaí durante os próximos sete anos servindo como referencial permanente de planejamento e orientação nas questões educacionais do Município de Unaí.

Thaís Lara encerrou sua fala emocionada e citou um trecho do discurso de Malala, uma jovem paquistanesa, baleada por lutar pelo seu direito à educação, e posteriormente premiada com o Prêmio Nobel da Paz: “… Nos deixem pegar nossos livros e canetas porque estas são as nossas armas mais poderosas. Uma criança, um professor, uma caneta e um livro podem mudar o mundo. A educação é a única solução. Educação antes de tudo.” A acadêmica encerrou sua participação aplaudida por todos os presentes.

IMPORTÂNCIA DE INVESTIR NO ENSINO SUPERIOR 

A Educação é um direito fundamental que ajuda não só no desenvolvimento de um país, mas também de cada indivíduo. Sua importância vai além do aumento da renda individual ou das chances de se obter um emprego. “Perguntar a importância da Educação é como perguntar qual a importância do ar para nós. É pela Educação que aprendemos a nos preparar para vida”, disse a socióloga e pesquisadora da Fundação Carlos Chagas, Sandra Unbehaum.

Especialistas em educação estão alertando os prefeitos para investir na ampliação do acesso à pré-escola. É que a LDB – Lei de Diretrizes e Bases da educação nacional aponta a educação infantil (creche – de zero a três anos e pré-escola – de quatro a seis anos) como de responsabilidade dos municípios. É sabido que o Ministério da Educação (MEC) tem a intenção de ampliar essa obrigatoriedade a partir dos quatro anos. Daí, que a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) recomenda aos prefeitos e aos secretários de educação que se antecipem à mudança, pois há uma tendência de que a educação básica se torne obrigatória dos quatro aos 17 anos.

O QUE É A UNDIME

A União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) é uma associação civil sem fins lucrativos, fundada em 1986 e com sede em Brasília/ DF.

Tem por missão articular, mobilizar e integrar os dirigentes municipais de educação para construir e defender a educação pública com qualidade social. Seus princípios são: democracia que garanta a unidade de ação institucional; afirmação da diversidade e do pluralismo; gestão democrática com base na construção de consensos; ações pautadas pela ética com transparência, legalidade e impessoalidade; autonomia frente aos governos, partidos políticos, credos e a outras instituições; visão sistêmica na organização da educação fortalecendo o regime de colaboração entre os entes federados.