FALTA DE ÁGUA DEIXA MORADORES DE CABECEIRA GRANDE INSATISFEITO COM PREFEITO ODILON.

A idéia surgiu a partir de um grupo de vizinhos em uma rede social  da Cidade De Cabeceira Grande e 3 representantes tomaram a iniciativa de falar e  denúncia para o Site Portal Iluminar. A motivação foi por conta da falta de água em suas residências , trazendo transtornos para os cabeceirenses  em vários período sem água.

De acordo com alguns relatos de moradores que não quiseram gravar entrevista, todos os bairros de Cabeceira Grande estão sofrendo com muita freqüência com a falta de água. Segundo eles o abastecimento é cortado durante todo o dia, sendo liberado apenas em determinado horário da tarde, e mesmo assim a força da água não se torna suficiente para abastecer as casas.

CONFIRA OS DEPOIMENTOS DE ALGUNS DOS MORADORES:

Segundo a moradora Rosmarry a falta de água é constante a ponto que o sobrinho tem que levar água em um caminhão pipa para abastecer a casa dela e também as dos vizinhos. Outro ponto que questionamos foi se ela sabia dos gatos realizados por moradores na cidade de Cabeceira Grande, confira:

Segundo Rosilene que é moradora a mais de trinta anos em Cabeceira Grande, afirma que a SENECAB é lugar para cabide de emprego para os gestores, ela ainda afirma que tem servidores que nem vão à autarquia para exercer suas funções, confira:

Maria das Dores reclama do valor pago em suas contas de água e pede para o prefeito municipal furar outro posto artesiano para melhorar o abastecimento de água no município ,ela ainda reclama da pressão de ar que está acontecendo freqüentemente nos canos de água . Confira o depoimento:

VERSÃO DA DIRETORA DO “SANECAB” ROSANIA DE FÁTIMA DE SOUSA

Entramos em contato com a autarquia da Prefeitura SANECAB e falamos com a diretora responsável Rosana de Fátima de Sousa, que nos atendeu prontamente e respondeu todas as perguntas questionadas pela nossa reportagem. Na oportunidade ela relator as principais ações realizadas em 2018. Segundo Rosania varias foram às ações, entre elas o parcelamento da dívida no valor de R$1.625.518,93 (Um milhão, seiscentos e vinte cinco mil reais e noventa e três centavos), divida essa contraída junto a CEMIG referente 09/2009 á 01/2018. Ela ainda afirma que foi parcelada em 240 parcelas de R$12.334,42(Doze mil trezentos e trinta e quatro reais e quarenta e dois centavos). CONFIRA O DEPOIMENTO DA DIRETORA DA AUTARQUIA SANECAB: 

Nossa reportagem foi até o local que é retirada a água para ser distribuída para a cidade e observamos que o local não tem segurança e proteção. A nascente de onde é retirada a água de consumo da população não é cercada , podendo trazer futuros problemas para o município e para o Gestor de cabeceiras Grande.   

VERSÃO DO EXECUTIVO

O Vice-Prefeito Edilson Mariano nos recebeu na Prefeitura Municipal de Cabeceira Grande com cordialidade e falou sobre o assunto que tanto atormenta os cabeceirenses. Segundo o vice-prefeito o problema já vem acontecendo há tempos e reconhece como um problema sério e difícil de resolver. Dailton Geraldo Rodrigues Gonçalves, Consultor Jurídico e Legislativo da Prefeitura disse dos aportes feitos mensal para a autarquia e disse dos  financiamentos que estão em andamento para tentar amenizar o problema da falta de água.Confira os depoimentos:

VERSÃO DA CÂMARA DE VEREADORES

Procuramos a Câmara de Vereadores para saber a versão do poder legislativo sobre a falta de água e se estavam se omitindo em realizar o trabalho de fiscalizar o poder público, pois a versão dos moradores é que os vereadores não estão cumprindo com suas obrigações.

Ao chegamos ao poder legislativo de Cabeceira Grande, não encontramos nenhum vereador para falar sobre o assunto, mais a assessora ligou para o presidente a pedido de nossa reportagem. Em conversa por telefone o Vereador Irmão Valdete, presidente da casa de lei, falou que tem um requerimento de nº002/2019 em conformidade do artigo 206,inciso XI. Requerimento de autoria dos vereadores Joaquim Salviano e do vereador André Batista convocando a Diretora Rasania De Fátima, para comparecer em uma reunião que vai acontecer no distrito de Palmital de Minas na próxima segunda feira (01/04), para esclarecer sobre o assunto abordado e também sobre a situação financeira da autarquia e se tem algum projeto para resolver a falta de água, o requerimento também solicita relatório de servidores efetivos e de comissionado da mesma.