MAIS POLÊMICAS MARCAM A CPI DA SAÚDE DE UNAÍ NESTA QUINTA FEIRA, CONFIRA.

Aconteceu nesta quinta feira, 27 de junho de 2019, a 3ª Reunião da Comissão Parlamentar de Inquérito da Câmara Municipal de Unaí (MG). Comissão essa constituída pela Portaria do Legislativo de nº 4141 de 20 de Maio de 2019. Fazem parte desta comissão o Vereador Ilton Campos presidente da comissão, vereadores Eugênio Ferreira, Valdir Porto, Paulo Arara e Shilma Nunes. A CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) apura as possíveis irregularidades na saúde de Unaí.

O presidente da Comissão iniciou os trabalhos pedindo para as testemunhas se isolar em outra sala para não ter acesso aos depoimentos das demais que iriam se ouvidas.

vereador Eugênio Ferreira

E Seguida o vereador Eugênio Ferreira Pediu questão de ordem para falar sobre a assessoria Jurídica, confira: “meu presidente eu gostaria de deixar registrado, mais uma vez o meu repúdio a forma como está sendo tratada essa comissão parlamentar de inquérito, mais uma vez, nós observamos que nós não temos assessoria jurídica, como autor junto com os demais vereadores eu me sinto desrespeito. É lamentavelmente mais uma reunião que não temos aqui um assessor jurídico na casa, até entendemos que a casa está aí com defasagem na parte jurídica, entendemos que a casa também tem condições de contratar um advogado para acompanhar os trabalhos desta comissão parlamentar de inquérito, sei que vossa excelência não tem culpa e sei que é um problema administrativo da casa” Afirmou o vereador.

Procuramos a assessoria da Câmara que nos informou que os Advogados Responsáveis pela parte jurídica. Fomos informados que um dos advogados está afastado por motivos de saúde e outro havia retornado de férias, mais na data da reunião não compareceu para os trabalhos devido a uma cólica renal.     

vereador Valdir Porto

Depois dos atrasos devidos à parte técnica o presidente Ilton Campos chamou o viúvo da senhora Magda Martins que veio a óbito por conta de uma cirurgia realizada no município, o senhor Geraldo Araujo Mesquita, que fez o juramento e iniciou seu testemunho com a pergunta do vereador Valdir Porto: “Só para inteirar, depois do acontecido o Santa Mônica te procurou para te dar ajuda, ou para tentar te calar?” Geraldo Araujo respondeu: “Depois que aconteceu o fato o Doutor Durães ligou para uma conversar, Eu mesmo não quis nem falar, a Érica que foi lá, mais não sei o que conversaram”. Afirmou Geraldo.

Geraldo Araujo Mesquita

O vereador Eugênio Ferreira, também fez alguns questionamentos para Geraldo: A Magda levava uma vida normal, ela conseguia trabalhar, ela realizava atividades físicas, como que era a vida dela antes dessa cirurgia?

Geraldo respondeu: “trabalhava, fazia academia, fazia caminhada fazia de tudo, ela tinha uma vida normal era uma pessoa que cuidava da saúde”.

O vereador Eugênio Continuou a perguntar, confira: Outra pergunta Geraldo, Como que foi o processo, como foi que ela soube que precisaria fazer a cirurgia, foi um processo de cadastramento ou Teve alguma interferência política nessa realização da cirurgia, pediu ajuda de algum político para que ela fizesse a cirurgia lá no hospital Santa Mônica?”

Geraldo Respondeu: “não… Foi tudo na central de regulação, foi lá que ela foi marcar os exames, até chegar no dia da cirurgia. Já tinha uns três meses, no dia 27 de fevereiro marcou para o dia primeiro de março a cirurgia”. Afirmou o depoente.

Quando Erica começou seu testemunho, o vereador Valdir Porto tornou a repetir a mesma pergunta para ela veja: “Eu vou repetir a mesma pergunta que fiz para o Geraldo, após os fatos ocorridos você ou sua família foi procurada pela prefeitura, Hospital Santa Mônica, Hospital Municipal ou por alguém envolvido nesses fatos para dar suporte ajudar a vocês ou até para poder tentar ameaçar vocês?”

Erica Martins

Erica Respondeu: “Quem me procurou foi somente o doutor Durães, ele queria esclarecer algumas coisas com a gente, tivemos uma conversa com ele de uns 35 minutos e eu tenho a conversa gravada. Quando cheguei lá, ele falou que estava com raiva da gente, por ter feito aquela gravação aqui, aquele depoimento que eu dei aqui na câmara” afirmou Erica Martins  

Advogada Nara Fernandes

Outra depoente Foi Nara Fernandes que compareceu na Câmara Municipal com alguns casos para se investigado pela comissão Parlamentar de inquérito, Confira a fala da advogada: “Estou com alguns relatórios de pessoas que possam vir a contribuir com alguns depoimentos referentes às cirurgias eletivas, eu trouxe alguns casos comigo, cópias de prontuários, só aqui comigo acho que eu tenho cinco casos que são casos de atraso de cirurgia eletivas, óbito de recém-nascido, negativa de cirurgia ortopédica e também um paciente que não teve a sua transferência feita a tempo para uma UTI, eu tenho no escritório tenho dois prontuários dele completo pelo adiantado da hora vou deixar a cópias com o presidente. As pessoas Envolvidas podem vir até CPI para dar seus depoimentos” Afirmou a advogada.

Vamos deixar você mesmo leitor tirar suas duvidas dos demais depoentes, pois foram quatro horas de depoimentos e ficaria amplo colocar tudo aqui, mais, fizemos um vídeo resumindo o que foi dito na CPI confira:

OUTRO ASSUNTO QUE FOI REVELADO FOI SOBRE A UNIDADE NEUFROLÓGICA QUE TRATA OS DOENTES DE HEMODIÁLISE EM NOSSA CIDADE, CONFIRA A DENUNCIA: