DENUNCIA: OBRA DA ESCOLA TÉCNICA AS MARGENS DA BR-251EM UNAÍ ESTÁ ABANDONADA

Na última quarta-feira, formos solicitados pelo ex-vereador Edimilton Andrade para comparecer na obra da Escola técnica as margens da BR-251, na marginal Rua Arlindo Gomes Branquinho, na altura do número 1100, uma construção aparentemente abandonada está completamente sucumbida pelos vândalos que estão depenando a obra. A construção está abandonada e se trata da Escola Técnica Federal, do Programa Brasil Profissionalizado, sob responsabilidade da UNIMONTES. Após chegar na área da obra, percebemos que o local está abandonado sem nenhum segurança.

O Programa Brasil Profissionalizado, criado através do decreto nº 6302/2007 do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, é um braço do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (PRONATEC), do Ministério da Educação (MEC). O Brasil Profissionalizado visa garantir a construção, ampliação e modernização de escolas técnicas em formato padrão definido pela Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (SETEC) e do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), que também realizam a gestão e acompanhamento das implementações fomentadas pelo programa nos Estados e Municípios.

Um estudo da CNI (Confederação Nacional da Indústria) aponta que 2.796 obras estão paradas no Brasil. Quase a metade (48,7%) se refere à construção de creches, pré-escolas e quadras esportivas nas escolas.

Já 18,5% são de obras do setor de infraestrutura. Neste caso, o saneamento básico é o que mais sofre com obras paralisadas: são 447 empreendimentos interrompidos na fase de execução. Os números foram obtidos pela confederação junto ao Ministério do Planejamento.

De acordo com a CNI, as razões apontadas para a interrupção de obras são problemas técnicos, abandono pelas empresas e dificuldades orçamentárias/financeiras.

Para a confederação é preciso melhorar o macroplanejamento, avaliar qual modalidade de execução é a mais adequada; realizar macroplanejamento eficiente; aparelhar melhor as equipes; desenhar contratos mais equilibrados; e fortalecer o controle interno.

AS OBRAS DA UNIDADE DE UNAÍ

Era para estar assim a obra

O convênio Mec/Fnde 702423/2010 permitiu que a Unimontes iniciasse a construção da Escola Técnica Federal em Unaí, dois anos depois, através do contrato 3556/2012, com a vencedora da licitação 002/2012, a empresa Topo Engenharia e Consultoria Ltda. A empresa com sede em Belo Horizonte-MG, que consta como ativa no Cadastro da Receita Federal, não atendeu a nenhum de nossos telefonemas e consta em buscas de registros de processos jurídicos pelo mesmo motivo: abandono de obras.

Informações:Blog Bruno Cidadão. https://brunocidadao.wordpress.com/2018/12/22/lentidao-de-construtora-e-judicializacao-travam-obras-da-etf-unai/