REPRESENTAÇÃO CONTRA VER. ILTON CAMPOS É ARQUIVADA. A PERSEGUIÇÃO PERDE NOVAMENTE

Aconteceu nesta terça feira,26 de novembro, a reunião de representação proposta no dia 19/9/2019 pela Mesa Diretora da Câmara Municipal de Unaí, contra o Vereador Ilton Campos por suposta prática de atos que implicaram quebra do decoro parlamentar, nos termos do artigo 41, inciso II da Lei Orgânica do Município de Unaí-MG.
A comissão julgadora foi composta pelos seguintes vereadores: Silas Professor presidente, Valdir Porto vice-Presidente, Andréa Machado, Tião do rodo e Paulo Cesar que foi o relator. A reunião foi presidida pelo vereador Valdir Porto vice-presidente pelo fato que o vereador Silas está internado por motivos de uma cirurgia de hérnia.
Foi colocado em votação o relatório do vereador Paulo Cesar que teve a Conclusão “Ante o exposto, este relator vota pela improcedência da Representação nº 1/2019 e, consequentemente, pelo seu arquivamento”. Apresentou o relator. O relatório foi aprovado para arquivamento por 3 votos favoráveis e uma ausência do vereador Silas.
Segundo a vereador Andréa Machado a comissão de ética e decoro parlamentar é uma das mais importantes e quando ela é acionada é porque está acontecendo algo de errado na casa. Ela ainda disse: ”. Te confesso que tem vereadores que fica nos bastidores com maldades dentro da casa e eu não concordo. ” Andréa ainda declarou que essa acusação é improcedente, ainda disse “ Eu percebi que meio entre aspa tem uma perseguição política, não só de alguns vereadores da casa, mais de pessoas que queria está sentado na nossa cadeira e infelizmente fica falando atrás das redes sociais e não mostra a cara. ” Afirmou machado
Segundo o vereador Valdir Porto ele e vereador Ilton Campos entra em atrito pelo fato de divergência de opiniões. E que muitas das vezes por estar em defesa do executivo ele até citou a votação de prisão em segundo instância para justifica veja : “No campo jurídico é assim mesmo muitas vezes divergem e aqui não seria diferente, mais muitas das vezes aqui na casa o julgamento é político e pessoal na oportunidade gostaria de parabenizar o vereado Paulo Cesar por essa decisão corajosa, porque eu sei que você enfrentou perseguição por muitas pessoas para cassar o Ilton e gostaria de ser sincero que nós fomos pressionados para fazer essa representação.” Ele ainda disse que ele não é inimigo do vereador Ilton e que o vereador sabe de quem não gosta dele.