A secretaria de Saúde de Paracatu confirmou, nesta quinta-feira (19/3), os primeiros caso suspeito novo Coronavírus na Cidade. Segundo o boletim oficial da secretaria da saúde assinado pelo Secretário João Batista, que tem 4(quatro) casos. 3 deles são suspeitos, e um caso é provável. Outra situação é o caso que foi coletado no Hospital de Unaí, que suspeita se H1N1.

O QUE FAZER EM CASO DE SINTOMAS?

Assim que surgirem os primeiros sintomas, o paciente deve procurar o serviço de saúde mais próximo da sua residência. O profissional vai avaliar se os sintomas podem indicar alguma probabilidade de infecção por Coronavírus, coletar material para diagnóstico e iniciar o tratamento.

A infecção apresenta manifestações clínicas parecidas com as de outros vírus e não existe tratamento específico para infecções por Coronavírus até o momento. Dessa forma, no caso do novo Coronavírus é indicado:

– Repouso;

– Hidratação (ingestão de bastante água e líquidos);

– Medidas adotadas para aliviar os sintomas, conforme cada caso, como: uso de medicamento para dor e febre (antitérmicos e analgésicos); uso de umidificador no quarto; tomar banho quente para auxiliar no alívio da dor de garganta e tosse.

Pacientes com sintomas mais intensos podem ser hospitalizados. A definição compete ao médico responsável pelo caso.

COMO É FEITO O DIAGNÓSTICO DO COVID-19?

O diagnóstico é feito com a coleta de materiais respiratórios (aspiração de vias aéreas ou coleta de secreções da boca e nariz). O procedimento deve ser realizado para todos os casos suspeitos.

As amostras são encaminhadas com urgência para o Laboratório Central de Saúde Pública, definido pelo Ministério da Saúde para cada região.

QUAL É A DEFINIÇÃO DE CASO NOTIFICADO?

Caso comunicado no sistema de monitoramento do Ministério da Saúde, abastecido diretamente pelas prefeituras. Pacientes com febre e pelo menos um sintoma respiratório, como tosse, dificuldade para respirar.

Além disso, é necessário histórico de viagem em área de transmissão local, de acordo com a OMS ou Ministério da Saúde, nos últimos 14 dias anteriormente ao aparecimento de sintomas.

QUAL É A DEFINIÇÃO DE CASO SUSPEITO?

Caso comunicado no sistema do Ministério da Saúde que se enquadra na definição estabelecida pela OMS. Lembrando: pacientes que apresentam sintomas respiratórios, como febre e tosse e viajaram para a China ou país com transmissão no território; pacientes que contataram alguém que viajou para este (s) destino (s) ou teve contato com um caso suspeito ou confirmado.

O QUE É O “COMUNICANTE” DE UM CASO CONFIRMADO?

Comunicantes próximos são familiares, profissionais de saúde que tenham prestado atendimento desprotegidos e pessoas que possam ter tido contato próximo com o caso confirmado para COVID-19.

Os comunicantes não são considerados casos suspeitos se não apresentarem febre associada a sintomas respiratórios como tosse, coriza ou dificuldade para respirar.

QUAL É A DEFINIÇÃO DE CASO PROVÁVEL?

Caso comunicado no sistema do Ministério da Saúde que se enquadra nas definições estabelecidas pela OMS, mas apresentou resultados não conclusivos para os exames realizados. Nesse caso, os laboratórios de referência farão reanálise.

QUAL É A DEFINIÇÃO DE CASO CONFIRMADO?

Caso comunicado no sistema do Ministério da Saúde que se enquadra nas definições estabelecida pela OMS, e apresentou resultados conclusivos para os exames realizados, com positividade para o novo Coronavírus.