UTI EM UNAÍ – COMO FUNCIONA?

Em entrevista nesta tarde de quinta-feira, 21/5/2020, a Secretária de Saúde Denise Oliveira, explica à nossa reportagem, como são os procedimentos para que unaienses, aqui residentes, acessem quando necessário, o tratamento em Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

1) – DE QUEM É A RESPONSABILIDADE PELA OFERTA DE LEITOS DE UTI AOS UNAIENSES?

Por se caracterizar tratamento de alta complexidade, a exemplo dos remédios de alto custo. A responsabilidade é do Governo do Estado.

2) – COMO É DETERMINADA A NECESSIDADE DE UTI PARA UM PACIENTE DO HOSPITAL MUNICIPAL?

O médico do Hospital Municipal assistente do paciente indica o tratamento em UTI.

3) – O QUE É FEITO COM ESSA INDICAÇÃO DE UTI?

A demanda por um leito de UTI é lançada no SUS FACIL, que é um sistema digital do Governo de Minas, para regulação de vagas para UTI e outros procedimentos.

4) SE O SUS FÁCIL, LIBERA A VAGA PARA UTI, QUE PROCEDIMENTO É ADOTADO?

A equipe de remoção é acionada, os familiares são comunicados e o paciente é removido para a UTI em outra cidade.

5) – E SE PASSAR AS 12 HORAS, E O GOVERNO DO ESTADO NÃO FORNECER A VAGA?

Se a vaga não for ofertada pelo SUS FÁCIL em 12 horas, o paciente é avaliado por uma junta de três médicos do Hospital Municipal.

Mediante a indicação dessa junta o paciente é removido para a UTI instalada no Hospital Santa Mônica.

6) – VOCÊ DISSE QUE O TRATAMENTO EM UTI, QUE É DE ALTA COMPLEXIDADE, É DE RESPONSABILIDADE DO GOVERNO DO ESTADO, SÓ QUE NESSE CASO, O ESTADO NÃO CONSEGUIU A VAGA EM 12 HORAS E O PACIENTE FOI PARA A UTI PARTICULAR, QUEM VAI PAGAR?

Para evitar a morte do paciente a Prefeitura de Unaí paga o tratamento em UTI para os unaienses.

7) – QUANTO CUSTA, POR DIA, UM LEITO DE UTI PAGO PELA PREFEITURA?

A Prefeitura paga R$1.990,00 (mil novecentos e noventa reais) como diária de cada leito utilizado.

8) – HÁ ALGUMA OUTRA MANEIRA, OUTRO CAMINHO, PARA QUE O PACIENTE SEJA ENCAMINHADO PARA UTI?

Não há, o único caminho é o que está indicado nas minhas respostas acima.

O protocolo é seguido rigorosamente. O paciente só é removido para UTI do Santa Mônica mediante a indicação dos três médicos, que compõem a junta médica do Hospital Municipal.

9) – DESDE A INSTALAÇÃO DA UTI EM UNAÍ, HOUVE ALGUMA INDICAÇÃO DESSA JUNTA MÉDICA QUE NÃO FOI ENCAMINHADA PARA A UTI DO SANTA MÔNICA?

Não houve não, todas as indicações da junta médica foram atendidas e os pacientes receberam tratamento na UTI.

10) – QUANTOS PACIENTES JÁ FORAM ENCAMINHADOS PELA PREFEITURA PARA A UTI DO HOSPITAL SANTA MÔNICA?

5 pacientes. Um desses pacientes recebeu tratamento durante 21 dias.

11) – DENISE, VAMOS IMAGINAR QUE O PACIENTE PRECISA DE UTI, A VAGA SAI PRA ELE EM PATOS DE MINAS, MAS A FAMÍLIA EXIGE QUE ELE FIQUE NA UTI DO SANTA MÔNICA?

Infelizmente não tem como a família ser atendida, por questões de legalidade. Como justificar o pagamento com dinheiro público, de uma UTI particular, se há uma UTI pública à disposição? A prioridade é sempre que o atendimento seja feito pelo Governo do Estado em um leito de UTI pública.

12) – TODOS OS CASOS QUE DEMANDEM UTI, E QUE NÃO FOREM ATENDIDOS PELO GOVERNO DO ESTADO EM 12 HORAS, VÃO PARA A UTI DO SANTA MÔNICA?

Trabalhamos com o direcionamento que o tratamento em UTI seja resolutivo. Imaginemos uma demanda por UTI de um paciente com câncer, nesse caso fazemos um exaustivo esforço para conseguir a vaga numa UTI pública onde o paciente possa receber o tratamento especializado referente ao câncer, ainda que os esforços ultrapassem as 12 horas.

Fonte: Assessoria Prefeitura de Unaí.