MAIS UM ROUND ENTRE O PARLAMENTAR ILTON CAMPOS E PREFEITO BRANQUINHO

Nos últimos anos há um atrito pessoal entre o parlamentar Ilton Campos e o prefeito José Gomes Branquinho. Desde a saída do vereador Ilton Campos do partido “PSDB” que as trocas de farpas cada vez aumenta mais, respigando até nos familiares. Aparentemente a saída do parlamentar do ninho dos tucanos não foi aceita até hoje pelo parlamentar que todas as vezes toca no mesmo assunto? Ou seria aparentemente está sentindo órfão, abandonado por um partido que o elegeu por várias eleições? Essas perguntas deixamos para os leitores refletir sobre o caso.

Mais vamos para mais um fato quente que evolveu os dois políticos. Na penúltima reunião da Câmara Municipal, mais exatamente na 15° Reunião ordenaria o parlamentar utilizou de seu tempo para realizar acusações pesadas contra a pessoa do Prefeito de Unaí.      

O vereador Ilton Campos, teria acusado o prefeito de sonegar impostos; usar “laranjas”, para ocultar patrimônio imobiliário; lavar dinheiro; usar máquinas públicas para atender proprietários rurais e cobrar dos mesmos pelos serviços; acusou o prefeito de estar “METENDO A MÃO NO DINHEIRO PÚBLICO” (roubando); e ainda o acusou de ser o chefe da máfia e alguns assessores os executores dos atos ilícitos.

Apesar da gravidade das acusações feitas, o Vereador Ilton Campos não informou datas, não informou nomes das pessoas envolvidas, e também não informou as circunstâncias em que os crimes teriam ocorrido.

Através destas falas a procuradoria Geral do Município de Unaí realizou protocolização da interpelação judicial ao vereador Ilton Campos, foi informada pela Procuradoria à Câmara Municipal de Unaí, na data de hoje, segunda-feira, 1/6. E lida no Inicio da 16º Reunião ordinária.

De acordo com a Lei No. 3.074/2017, em seu art. 69, Inciso XVII, cabe à Procuradoria do Município:

“XVII – acompanhar, supervisionar e controlar os princípios da moralidade, legalidade, publicidade, impessoalidade e razoabilidade dos atos do Poder Executivo e a defesa dos interesses legítimos do Município; ”

VERSÃO DO EXECUTIVO

Segundo o procurador, Dr. Antônio Lucas, a interpelação judicial se justifica, porque se o vereador provar as acusações, que são graves, caberá à Procuradoria a adoção de medidas jurídicas compatíveis com a acusação.

Por isso, é necessário que o vereador seja interpelado para provar a verdade de suas acusações. Vereador terá que provar acusações em 10 dias.

VERSÃO DO PARLAMENTAR

Entramos em contato via e-mail oficial do parlamentar e também via WhatsApp para trazermos aos nossos leitores a sua versão do caso. Mais segundo a assessoria dele não iria se pronunciar.

COMPORTAMENTO DO PARLAMENTAR NESSA LEGISLATURA

O vereador nesse último mandato está marcado por escândalos e processos administrativo pela Câmara de Unaí. Ele se evolveu em diversas vezes em bate bocas com colegas parlamentares em plenário e chegou a via de fatos com outro parlamentar que quase equacionou sua cassação de seu mandato. Mais com o jogo de cintura e muitas conversas conseguiu sai ileso de sua cassação através da votação em plenário. Teve atrito com colegas da imprensa de nossa cidade.

Mesmos o Vereador Ilton Campos sendo o parlamentar com maior número de mandato na atual legislatura não foi suficiente para ter experiência para evitar tantos atritos e processos administrativos. Agora é saber o que vai dar essa interpelação.

Todos fatos explanados no textos a documentação para provar.

Documento de interpelação

Interpelação