COMUNICAÇÃO DA CÂMARA DE UNAÍ: “PÃO E CIRCO” CADA DIA SE COMPLICANDO MAIS

Nos últimos dias tivemos a live mais rápida do Brasil Com o cantor Flavio Brasil, onde o cavalo disparou com o cantor e virou memes na internet. E no dia de ontem (22/06/2020) tivemos a reunião legislativa mais rápida de Unaí, quem sabe, a mais rápida do mundo. Mais vamos ao caso.     Tudo estava dentro da normalidade, até que o senhor Presidente da Câmara Municipal de Unaí, Paulo César, cancelou a reunião alegando que não realizaria a reunião para não colocar em “RISCO DE VIDA VEREADORES, SERVIDORES E FAMILIARES DOS VEREADORES ” o presidente ainda continuou a se dirigindo ao vereador Valdir Porto: “ FAÇA O QUE VOCÊ QUISER, A REUNIÃO NÃO VAI ACONTECER SE VOCÊ PERMANECER AQUI DENTRO”. Afirmou o Presidente.

Segundo o presidente que naquele momento o vereador Valdir Porto estava com suspeita de estar com COVID-19. A decisão de não realizar a reunião com a presença do referido vereador, foi tomada por 3 dos 4 membros da Mesa Diretora, Paulo César, Olímpio Antunes e Valdimix. Segundo o presidente, a decisão de suspender a reunião da Câmara é devido o Vereador Valdir Porto ter tido contato com a sua assessora que também é suspeita de estar com COVID-19.

RESPOSTA DO VEREADOR VALDIR PORTO

EM FORMA DE PROTESTO FICOU SOZINHO NO PLENÁRIO

Ao entrarmos em contato com o Vereador Valdir Porto via aplicativo WhatsApp, ele nos afirmou que não teve acesso ao microfone para explicar a verdadeira situação aos pares da Casa. Disse à nossa reportagem que tentou informar à Mesa Diretora que desde quando o esposo de sua assessora foi testado positivo com COVID-19, em Brasília, não veio a Unaí. “A minha assessora já fez um exame que deu negativo, refez outro exame hoje. Ela não tem contato com o seu marido há mais de 10 dias. Ele saiu de Unaí para trabalhar em Brasília e 5 dias depois teve sintomas e foi confirmada sua contaminação. Em momento algum eu como enfermeiro e como cidadão responsável que sou colocaria a vida dos parlamentares e servidores da Câmara em risco”, desabafou Valdir Porto, que disse não ter tido diálogo com o presidente da Câmara que se negou a ouvi-lo em plenário.

O vereador dirigiu-se até ao 28º Batalhão de Polícia, onde foi lavrado um Boletim de Ocorrência contra a Mesa Diretora da casa de leis. Segundo o vereador, ele estava se sentindo humilhado, exposto e rebaixado pelos pares daquela casa de lei.

NOTA OFICIAL DA CÂMARA DE UNAÍ MG.

A rádio Veredas antenada aos acontecimentos de nossa cidade deu em primeira mão a notícia em sua programação e leu uma nota.

Uma legislatura cheia de polêmicas e com muito pouco prestigio nas redes sócias. A câmara de Unaí continua a ter sua comunicação a política do “PÃO E CIRCO” (PANEM ET CIRCENSES, NO ORIGINAL EM LATIM) como ficou conhecida, era o modo com o qual os líderes romanos lidavam com a população em geral, para mantê-la fiel à ordem estabelecida e conquistar o seu apoio. Mais sem se comunicar corretamente vem complicando a cada dia os parlamentares da casa de Lei de Unaí.

Texto: Robismar Pereira  /FOTOS : jOSÉ Ney.