PREFEITO BRANQUINHO EM HOME OFFICE

“Como está o prefeito Branquinho?” Essa pergunta é repetida muitas vezes ao dia, direcionada à Assessoria de Comunicação, membros da equipe de governo e familiares.

Em razão da restrição médica, porque passa o prefeito, com relação ao recebimento de visitas, e mesmo de colegas da imprensa, conseguimos com a primeira-dama um bom relato na forma de entrevista, sobre o atual estado do prefeito, e até sua rotina.

O relato foi encaminhado à nossa equipe, na manhã desta segunda-feira, 8/2, conforme segue abaixo.

REPORTAGEM – Neuzani, Branquinho retornou para Unaí quando? E como foi esse retorno?

*NEUZANI:* O Branquinho retornou para Unaí na quarta-feira, dia 27 de janeiro, dois dias após sua alta do hospital MEDCENTER, em Patrocínio. Retornamos com nosso filho Felipe e nossa nora Marcela, que sabiam de tudo que estava preparado para sua recepção na chegada, menos ele. Foi emocionante! Ele jamais esperava tamanho afeto pelas equipes da Prefeitura, do Rotary, amigos e familiares.

*REPORTAGEM*  – Quais as principais recomendações médicas para esse período de repouso para recuperação?

*NEUZANI:*Inicialmente o preparo para compreender que o processo de recuperação será lento e dependerá muito dele. É preciso muita paciência e dedicação à fisioterapia respiratória e motora, que são fundamentais. Além disso, não deverá receber visitas por um certo período, devido a sua baixa imunidade.

*REPORTAGEM*  – A que tipo de tratamentos, procedimentos ele está submetido nesse período?

*NEUZANI:* Uma alimentação balanceada, devido a diabetes adquirida, que possivelmente será temporária; uma série de medicamentos, alguns já em fase de desmame, e fisioterapia, 3 vezes por semana, com a fisioterapeuta, sendo complementada por ele diariamente.

*REPORTAGEM*  – Como ele está reagindo ao tratamento, a recuperação vem numa constante crescente ou há altos e baixos?

*NEUZANI:* Graças à Deus, está se recuperando super bem, superando as expectativas. No entanto, devido à fragilidade do momento, temos que estar sempre atentos. Qualquer alteração é importante a avaliação médica e intervenção imediata.

*REPORTAGEM*  – Que tipo de desconfortos e limitações ele experimenta?

*NEUZANI:* Ele sempre foi muito moderado com a alimentação, mas sempre gostou de doce e bolo…rsrs. Isso não é novidade para muitos amigos. A restrição alimentar incomodou um pouco, mas já está regularizando. O maior desafio hoje é lidar com a fraqueza e as dificuldades de locomoção, devido a perda muscular.

*REPORTAGEM*  – Como é a rotina diária do prefeito Branquinho desde que chegou em Unaí?

*NEUZANI:* É uma rotina tranquila, com alimentação de 3h em 3h, intercalando medicamentos no período da manhã, após a refeição e à noite, além da fisioterapia às 11h.

Neste domingo, pela manhã, fizemos uma pequena caminhada. Foi uma excelente experiência que deverá se tornar rotina.

*REPORTAGEM*  – Assim que chegou ele já assumiu a condição de prefeito em exercício? Como foi isso?

*NEUZANI:* Na verdade, desde que saiu da UTI, ainda em Patrocínio, foi mantendo contato constante com o Waldir e orientando as equipes. Eu fazendo a interlocução, pois evitávamos que ele tivesse acesso ao telefone. Assim que chegou em Unaí, assumiu efetivamente, na forma de teletrabalho.

*REPORTAGEM*  – Emocionalmente, o que é mais difícil para o prefeito Branquinho apaixonado que é pelas funções de prefeito. O que é mais difícil, estar como prefeito em exercício com essas limitações, ou não atuar como prefeito?

*NEUZANI:* Como ele sempre foi muito disciplinado, dedicado e com seus horários bem definidos, essa nova rotina não tem sido fácil. Essa paixão é tão grande que tenho escritos que fez das providências a serem tomadas de quando estava dentro da UTI. Como ele tem todo o município bem mapeado na sua cabeça e conhece todos os problemas monitora tudo. Contudo, às vezes, se angustia dizendo que o difícil é fazer as coisas andarem. Quanto às limitações e incapacidade de fazer o que sempre fez, embora não seja de reclamar, ele andou questionando: “isso será até quando?”.

*REPORTAGEM*  – Apesar das limitações que o período de repouso impõe ao Branquinho, na condição de prefeito, quais tem sido suas principais preocupações?

*NEUZANI:* Mesmo confiando plenamente na sua equipe, tendo o Waldir como seu braço direito  e reconhecendo a competência de cada setor, sinto que o que mais o preocupa é fazer as coisas andarem.

*REPORTAGEM*  – Qual é a previsão para encerramento desse período de trabalho em home office do prefeito Branquinho?

*NEUZANI:* É algo ainda indefinido. Dependerá muito do tempo dele. As respostas em cada pessoa é bem diferenciada. Mas, se Deus quiser, em breve estará pronto para retornar ao trabalho presencial.

*REPORTAGEM*  – Encerramos com um espaço para suas considerações finais.

*NEUZANI:* Somente agradecer e agradecer…tivemos nos últimos dias os momentos mais desafiadores de nossas vidas. Mas, por outro lado, tanto o Branquinho, como eu e meus filhos, tivemos também as maiores demonstrações de carinho e de solidariedade de toda a equipe da Prefeitura Municipal, dos clubes de serviço, entidades, comunidade unaiense e de amigos dos mais diversos lugares. Além de recebermos inúmeras orações, soubemos de celebrações realizadas por todas as denominações religiosas de Unaí e de outras localidades. Isso é algo que teremos como gratidão por toda a nossa vida. Nossos sinceros agradecimentos a cada palavra e a cada gesto de carinho dedicados ao Branquinho e nossa família.

Texto e Imagens :Assessoria Prefeitura