ESSE TEXTO É PARA VOCÊ. ISSO MESMO ABRA E LEIA ATÉ O FINAL. NÃO ABRIU DEPOIS NÃO RECLAME

Vamos lutar contra as FAKE NEWS? você cidadão é a arma fundamental para diminuir ou até mesmo acabar com esse crime a democracia, o mundo evoluiu e, logicamente, a imprensa também acompanhou essas mudanças. Atualmente, a imprensa se manifesta por intermédio de diversas plataformas, a qualquer instante e em qualquer lugar temos na palma de nossas mãos a verdadeira informação, seja através dos nossos telefones celulares ou dos tablets conectados à internet ou via rádio, TV ou até mesmo na forma tradicional dos jornais impressos.

E mesmo assim, você que está aí nas redes sociais compartilhando tudo que ver e não faz a verificação da fonte de onde está vindo, muitas das fezes   essa fonte não é oficial ou até mesmo não é um veículo de comunicação idôneo. Tome cuidado, você pode estar compartilhando Fake News e prejudicando pessoas e fazendo parte desse ato criminoso sem saber.

Outro fato, é a importância de valorizar os meios de comunicação de sua cidade. Sempre quando precisar desmentir um fato que foi publicado nos perfis falsos ou em grupos de WhatsApp é necessário convocar a imprensa para coletivas ou para publicar comunicados verdadeiros. Mas muitos gestores públicos só valoriza a imprensa nesses momentos, onde estão encurralados pela opinião de seus munícipes, ou seja, quando a situação é favorável os perfis das redes sociais   é o número um, para fazer suas publicações, e esquecendo dos meios de comunicação oficiais.

Por décadas, a imprensa tem sido a responsável pela comprovação de informações e a divulgação de notícias no mundo todo. Assim, em meio ao atual surto global do novo coronavírus, não é difícil imaginar a importância do papel da mídia para a sociedade. Muitos trabalhando diuturnamente para informar e salvar vidas. Sabe como você cidadão vai contribuir com os meios de comunicação? Não compartilhe fake News.

Seja qual for o teor, as notícias falsas tomam grandes proporções e se espalham rapidamente com a maior facilidade nas redes sociais e grupos de WhatsApp, levando desinformação e causando problemas. Então, para que você não se deixe enganar e nem passe informações falsas adiante (mesmo que não intencionalmente), deixamos aqui 6 dicas simples para você ficar de olho:

  1. EVITE REPASSAR NOTÍCIAS ENCAMINHADAS DE BATE PRONTO

As conhecidas “correntes” têm um alcance incalculável e muitas vezes impossível de desfazer.

  1. NÃO LEIA APENAS O TÍTULO DA NOTÍCIA

Uma estratégia muito utilizada pelos criadores de conteúdo falso na internet é apelar para títulos polêmicos e bombásticos. Segure a vontade de repassar e confira antes o conteúdo da matéria.

  1. PESQUISE SOBRE OS TERMOS PRINCIPAIS DA NOTÍCIA NOS VEÍCULOS DE COMUNICAÇÃO DE SUA CIDADE.

O fato de uma notícia não aparecer em vários veículos de comunicação é um bom indício de que ela pode ser falsa ou distorcida.

  1. DESCONFIE DE INFORMAÇÕES QUE NÃO TENHAM FONTES

Conhecer (e confirmar) o autor da notícia é fundamental para dar credibilidade ao conteúdo.

  1. CONFIRA A DATA DE PUBLICAÇÃO

Tente identificar quando a notícia foi publicada, pois, muitas vezes, o texto repassado está simplesmente fora de contexto.

  1. ACOMPANHE SEMPRE OS BLOGS DE INVESTIGAÇÃO DE FAKE NEWS

Bons exemplos são boatos.org e e-farsas.com que trabalham desmentindo os boatos da interne

É isso, pessoal. Na internet, mentira não tem perna curta. Faça sua parte e não compartilhe Fake News.