COMÉRCIO UNAIENSE PEDE SOCORRO NA TRIBUNA DA CÂMARA DE UNAÍ: CÂMARA ABRE AS PORTAS PARA RECEBÊ-LOS

Na tarde desta segunda feira, dia 5 de abril, o Poder legislativo recebeu um grupo de comerciantes da cidade de Unaí, e duas pessoas representando o grupo denominado “Direita Unaí” durante 14ª Reunião Ordinária da 1ª Sessão Legislativa da 19ª Legislatura. Seguindo todas as normas de prevenção, foi liberado 48 lugares no plenário para acomodar os presentes, mantendo o distanciamento e uso obrigatório de mascaras e álcool em gel por todos.

Pois os vereadores sabedores que o distanciamento social é uma das medidas mais importantes e eficazes para reduzir o avanço da pandemia da covid-19. Na oportunidade, o presidente da Câmara e todos os vereadores presentes (alguns de forma virtual) manifestaram apoio aos comerciantes e apresentaram o diálogo como a melhor solução.

Na ocasião, os empresários tiveram a oportunidade de utilizar a tribuna da casa de lei. Usaram a tribuna: Fabrício de Melo Álvares, Calce CHARM; Fabrício Silva, Tropicana Calçados; Vanessa Silvestre e Mirele Fonseca do “Direita Unaí”; Charles Drumond, presidente da Associação dos Bares e Restaurantes de Unaí.

Em virtude das medidas de prevenção adotadas para o combate ao novo coronavírus (COVID-2019), inúmeras empresas aguardam, sem previsão de retorno, a retomada de suas operações. Mas enquanto isso se acumulam perdas de faturamento e dívidas, que tendem a comprometer sua sobrevivência. A situação também afeta as relações de trabalho, levantando dúvidas dos empregados em relação à continuidade de seus empregos. Esses foram os assuntos citados na tribuna pelos comerciantes. O cenário econômico decorrente dessa pandemia, por si só, sinaliza que reflexos sociais preocupantes virão, e o comércio fechado pode ser pior economicamente, mas, por outro lado, assusta pelo lado da saúde da população que está em jogo.

A mesa Diretora da Câmara de Unaí está muito   preocupada com essa situação, com as perdas diretas das receitas do comércio, a crise da pandemia deve atingir direto nas receitas municipais também, pois o comércio é um dos setores que fazem uma cidade crescer. Mas a saúde também é de responsabilidade dos legisladores. O caminho seria a população se conscientizar e é o que não está acontecendo até hoje.

A ACE da cidade de Unaí não mandou nenhum representante junto com o grupo de comerciantes, entramos em contato com a associação para saber o porquê de não está presente. A assessoria da ACE disse: “A presidente da ACE e da CDL de Unaí, Eliana Oliveira Zica Pereira, informa que não compareceu pessoalmente à Câmara Municipal devido ao número de cadeiras de presentes já estar completo, mas que assistiu à sessão de modo virtual (on-line), assim como o setor jurídico e a diretoria”. Afirmou a assessoria.

A pergunta o que não quer calar: QUEM REPRESENTA DE FATO O COMÉRCIO UNAIENSE? Deixamos para vocês leitores essa indagação.