16ª edição do Festival da Música Brasileira terá composições de oito estados e do Distrito Federal

A comissão organizadora do Festival do Patrimônio Cultural de Paracatu 2021 divulgou, nesta sexta-feira (16/7), as 20 canções classificadas para o 16º Festival da Música Brasileira. Ao todo, 187 composições de 16 estados se inscreveram para o evento. As apresentações estão marcadas para os dias 6 e 7 de agosto, com transmissão pelo canal do Festival no YouTube (https://www.youtube.com/festivalculturaldeparacatu).

Assim como na edição do ano passado, o Festival de Música 2021 será totalmente on-line. Foram selecionadas músicas de oito estados e do Distrito Federal. Minas Gerais terá oito representantes, São Paulo, três, Brasília e Bahia, dois, e Amazonas, Goiás, Ceará, Rio de Janeiro e Amapá, uma composição cada.

Todos os artistas classificados terão suas canções exibidas durante o primeiro dia do evento, na sexta-feira, dia 6 de agosto. Caso a canção se classifique para a final, um novo vídeo com a apresentação da música será exibido no sábado, dia 7.

Neste ano, a premiação total chega a R$ 26 mil. As dez canções finalistas serão contempladas. Os valores dos prêmios variam de R$ 6 mil, para o primeiro lugar, a R$ 1 mil, para o décimo colocado.

Veja a relação das músicas classificadas para o 16º Festival da Música Brasileira de Paracatu:

  • Aboio – Marcello Freitas (Cello) – Patos de Minas/MG
  • Alma leviana – Ilma Brescia – Piratininga/SP
  • Dia de feira – Kirá Fernandes Chao – Brasília/DF
  • Embolada sertaneja – Bilora – Contagem/MG
  • Encantado – Zebeto Corrêa – Belo Horizonte/MG
  • Faca, fogo e fome – Valéria Velho – Tietê/SP
  • Florespinho – Edilson Dhio – Brumado/BA
  • Já vai tarde – Ianeza Portela e Marcelo Otero – Manaus/AM
  • Lamento do sol – Lô Vieira – São Sebastião do Paraíso/MG
  • Lua cheia, coração minguante – Ronaldo Tobias – Montes Claros/MG
  • Morador antigo – Thobias Jacobi e Gabriel Guedez – Prados/MG
  • Ninguém nasceu pra ser só – Bruno Maiky e Armando Queiroz – Salvador/BA
  • O cantar da terra – Anderson Torga – Belo Horizonte/MG
  • O fim da canção – Beto Almeida – Goiânia/GO
  • O que cabe na mão – Giuliano Eriston – Bela Cruz/CE
  • O que nos toca – Roberto Azis – Três Rios/RJ
  • O tédio e a culpa – Einstein Solles – Paracatu/MG
  • Paracatuar – Thiago Lunar e Paulo Sérgio Laboissiere – Brasília/DF
  • Tá… – Thiago K e Gregory Haertel – São Paulo/SP
  • Valsa de ciranda – Aroldo Pedrosa – Macapá/AP

Orquestra Ouro Preto

Já no domingo, 8 de agosto, acontece o encerramento do Festival do Patrimônio Cultural de Paracatu. Em concerto patrocinado pela Kinross, a Orquestra Ouro Preto fará uma homenagem aos Rolling Stones, com os principais sucessos da lendária banda.

A apresentação da orquestra mineira terá transmissão ao vivo e gratuita pelo canal da orquestra no Youtube, diretamente do Sesc Palladium, em Belo Horizonte.

O Festival do Patrimônio Cultural de Paracatu é organizado pela Agência de Desenvolvimento Sustentável de Paracatu (Adesp), Prefeitura Municipal de Paracatu e Sebrae Minas, e conta com o patrocínio máster da Kinross e da Nexa, patrocínio do Sicoob Credigerais, parceria cultural do SESC e SENAC e apoio de diversos outros parceiros. Mais informações pelo site www.festivalculturaldeparacatu.com.br e também pelas redes sociais @festivalculturaldeparacatu e facebook.com/festivalculturaldeparacatu.

SERVIÇO:

16º Festival da Música Brasileira em Paracatu

Data: 6 e 7 de agosto

Horário: 20h

Transmissão: https://www.youtube.com/festivalculturaldeparacatu

Siga nossas redes sociais e acompanhe:

@festivalculturaldeparacatu

fb.com/festivalculturaldeparacatu

www.festivalculturaldeparacatu.com

www.youtube.com/festivalculturaldeparacatu

Fonte: Comissão de Comunicação do Festival do Patrimônio Cultural de Paracatu