Início DESTAQUE TURBULÊNCIAS NA CÂMARA DE UNAÍ: ELEIÇÃO DA MESA DIRETORA EM DESTAQUE COM...

TURBULÊNCIAS NA CÂMARA DE UNAÍ: ELEIÇÃO DA MESA DIRETORA EM DESTAQUE COM GRITOS DE FUJÕES.

823
0

TURBULÊNCIAS NA CÂMARA DE UNAÍ: ELEIÇÃO DA MESA DIRETORA EM DESTAQUE COM GRITOS DE FUJÕES.

A última reunião da Câmara Municipal de Unaí foi marcada por discursos inflamados e revelações que aumentaram ainda mais a tensão no cenário político local.

A vereadora Dorinha Melgaço foi uma das primeiras a se manifestar, expressando sua preocupação com os recentes acontecimentos. “Sei que aqui foi muito batido e debatido o que temos vivido nos últimos dias na sociedade unaiense. O meu telefone não para, e quando saio às ruas, o assunto é o mesmo: a eleição da Mesa Diretora. Eu quero requerer à Vossa Excelência, senhor presidente, e à Mesa Diretora que tomem providências para que a eleição aconteça”, afirmou Dorinha.

Melgaço citou os deveres dos vereadores, baseando-se no artigo 47 e no artigo 16/1 do regimento interno da Câmara. Ela também mencionou um áudio vazado do vereador Petrônio Nego Rocha, sugerindo interferência do prefeito na eleição da Mesa Diretora. Esse áudio se espalhou pela cidade, gerando ainda mais preocupação entre os cidadãos.

Em resposta, o vereador Professor Diego defendeu a obstrução como um direito legítimo dos vereadores: “O senhor sabe muito bem que nós, vereadores, podemos fazer obstrução a hora que quisermos. Fomos convocados e votamos todos os projetos necessários. Obstruímos a reunião porque nos sentimos prejudicados pela falta de um vereador da bancada do PSDB.”

O vereador desafiou falando se houve algum prejuízo durante desse impasse político, mas podemos destacar a investigação de assédio na Câmara, que gerou altos custos para produzir um relatório e na reunião de ética votaram contra o relatório, pois o próprio áudio do vereador citado por Melgaço, fala que estão aguardando a vereadora voltar para ter o voto, ou seja, esse é um projeto que se não fosse esse situação de eleição da mesa poderia ter outro resultado.

Cleber Canoa, alinhado à situação, minimizou a obstrução e afirmou que tudo estava relacionado à votação da Mesa Diretora. Ele questionou a prorrogação do afastamento, sugerindo ser uma estratégia para prejudicar sua bancada.

Tião do Rodo, que justificou sua ausência na reunião anterior alegando internação, surpreendeu ao sair da reunião após obstruir mais uma reunião. O vereador Paulo Arara pediu ordem e destacou que todos têm problemas, sugeriu relevar a situação e ter a eleição.

O vereador Ronei do Novo Horizonte falou pouco, mas, vamos dedicar uma matéria especial para ele na sua questão de ordem, ele falou sobre mídia institucional. Mas como ele não sabe nem o que fala, vamos explicar na matéria e mostrar o lindo trabalho do ‘fujão’ da reunião.

O vereador Rafhael de Paulo tentou apaziguar a tensão com sua fala sábia, dizendo que em uma guerra tem que haver respeito, e não utilizar certas armas, pediu celeridade e que a reunião voltasse à normalidade.

A reunião terminou com o público presente chamando os vereadores da situação de ‘fujões’, falavam o nome e gritavam ‘fujão’.

A instabilidade na Câmara Municipal de Unaí promete novos capítulos nas próximas sessões, e a população aguarda por esclarecimentos e resoluções diante desse quadro preocupante.