Início DESTAQUE DERROTA NA CÂMARA E REVÉS JUDICIAL PARA O PSDB DE UNAÍ; VEREADORES...

DERROTA NA CÂMARA E REVÉS JUDICIAL PARA O PSDB DE UNAÍ; VEREADORES DA BASE CORREM DA ELEIÇÃO

833
0

DERROTA NA CÂMARA E REVÉS JUDICIAL PARA O PSDB DE UNAÍ; VEREADORES DA BASE CORREM DA ELEIÇÃO

Na última quinta-feira, o Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) de Unaí vivenciou duas derrotas significativas praticamente simultâneas. Uma ocorreu na Câmara Municipal, durante a votação na Comissão de Justiça, que aceitou a admissibilidade da denúncia contra a vereadora Nair Dayana, filiada ao PSDB. A outra derrota se deu na decisão referente ao pedido de revogação da medida cautelar que determinou o afastamento da Exma. Vereadora Nair Dayana Xavier.

O processo em questão teve sua origem no fórum local, onde a defesa da parlamentar apresentou argumentos para contestar a decisão de afastamento. Em resumo, a defesa argumentou que a decisão se baseou unicamente no testemunho de sua ex-assessora, a qual teria motivos de vingança. Além disso, alegou que as investigações já foram concluídas, tornando desnecessária a manutenção do afastamento, e ressaltou que a vereadora não recebeu seus salários devido ao afastamento, o que seria vedado pela legislação vigente.

No entanto, a decisão do juiz destacou que as provas apresentadas durante o processo indicam transferências financeiras substanciais entre a ex-assessora e a vereadora investigada. Essas transferências, que totalizam R$ 15.602,00, representam aproximadamente 37,97% dos rendimentos recebidos pela ex-assessora durante o período investigado.

Além disso, a decisão original de afastamento também apontou para a possibilidade de uso do cargo para prejudicar as investigações. A vereadora teria utilizado as reuniões ordinárias da Câmara para intimidar servidores e sua ex-assessora, que haviam protocolado denúncias contra ela.

Diante desses argumentos, a decisão do juiz concluiu que a medida cautelar de afastamento era imprescindível para evitar a continuidade dos supostos desvios de recursos públicos e a obstrução das investigações.

Os argumentos apresentados pela defesa em relação à conclusão das investigações e à ausência de recebimento de salários pela vereadora serão objeto de novas análises. O presidente da Câmara Municipal de Unaí será oficiado para fornecer informações sobre o pagamento dos salários da investigada.

O Portal Iluminar continuará acompanhando de perto o desenrolar deste caso e fornecerá atualizações conforme necessário.