Início DESTAQUE PREVISÃO DE PUNIÇÃO AOS VEREADORES AUSENTES: PRESENTE DE NATAL OU PRESENTE DE...

PREVISÃO DE PUNIÇÃO AOS VEREADORES AUSENTES: PRESENTE DE NATAL OU PRESENTE DE GREGO?

546
0

PREVISÃO DE PUNIÇÃO AOS VEREADORES AUSENTES: PRESENTE DE NATAL OU PRESENTE DE GREGO?

Em tempos natalinos, onde presentes são esperados e alegria é propagada, alguns vereadores de Unaí podem não estar tão animados com o que o futuro político reserva e outros iludidos com promessas que nunca será cumpridas. A eleição da mesa diretora trouxe não apenas uma atmosfera de festividade, mas também uma nuvem de incertezas pairando sobre alguns legisladores.

Dizem que em tempos de Natal é melhor dar do que receber, mas parece que para alguns vereadores, o presente pode ser um tanto amargo. Como um Cavalo de Troia recheado de processos e suspensões, os fervorosos defensores do Executivo municipal podem estar prestes a desembrulhar uma surpresa não tão agradável e no futuro está bem sozinhos para essas consequências.

Rumores sugerem que cinco vereadores estão na mira, podem escapar dessa, uma vereadora que podemos chamar carinhosamente de “Railander de Unaí”, acumulando uma carreta de processos e ainda permanecendo no Legislativo. Outro vereador que pode escapar e enfrenta uma doença difícil , a ironia do destino parece não poupar os outros cinco, que podem começar a se preocupar.

Vamos citar o saudoso vereador Ilton Campos, lembrando o ditado: “Galinha que acompanha pato morre afogada”. Uma metáfora que reflete a situação política, indicando que seguir cegamente pode resultar em consequências desfavoráveis.

A Dra. Alissadra Ramos Machado de Matos, juíza da 1ª vara cível de Unaí, deixou claro em uma liminar sua disposição em punir vereadores faltosos. “A ausência injustificada ocasionará responsabilidades administrativas (desconto pecuniário em folha de pagamento) e cíveis.” Um recado claro para aqueles que negligenciam suas responsabilidades legislativas.

O Regimento da Câmara Municipal de Unaí deixa evidente os deveres dos vereadores, destacando a obrigação de comparecer às reuniões e oferecer justificativas quando necessário. O Artigo 47 do regimento estabelece claramente as penalidades para o não cumprimento dessas responsabilidades.

Aguardamos agora a manifestação do Ministério Público para garantir a devida proteção da instituição e a punição aos vereadores que, mesmo recebendo recursos públicos, parecem não levar a sério os deveres inerentes ao cargo que ocupam.

Em meio a essa trama política, resta-nos observar como os eventos se desenrolarão, se os vereadores ausentes receberão um “presente de Natal” merecido ou se terão que encarar as consequências de suas faltas. O futuro político desses legisladores está em jogo, e o Ministério Público será fundamental para garantir que a justiça seja feita em Unaí.